Pesquisar
Imprimir
Procura de revendedor
load google maps

Lubrificantes secos

Os lubrificantes secos podem ser divididos em lubrificantes sólidos pulverulentos, películas de deslize cerosas e lacas lubrificantes contendo matérias sólidas.

Lubrificantes secos – a alternativa para casos especiais de utilização

Os lubrificantes secos podem ser divididos em lubrificantes sólidos pulverulentos, películas de deslize cerosas e lacas lubrificantes contendo matérias sólidas.

Estrutura de lacas lubrificantes

Por lacas lubrificantes entende-se lubrificantes sólidos (na grande maioria das vezes MoS2, grafite ou PTFE), incorporados num ligante orgânico ou inorgânico. Para viabilizar a distribuição da laca lubrificante, é adicionado um solvente, o qual evapora durante o período de presa e secagem.

O revestimento com uma laca lubrificante realiza-se após uma boa preparação da superfície, por meio de imersão, pulverização ou com pincel. A camada de laca lubrificante seca tem uma espessura entre 10 e 20 μm. Resiste a tensões de compressão altas e temperaturas extremas, não absorve sujidade e caracteriza-se por uma resistência química muito alta e uma excelente lubrificação de longa
duração.

 

As lacas lubrificantes são utilizadas em muitas áreas técnicas, p. ex., porcas, parafusos, pernos, anilhas, molas, anéis vedantes, rodas dentadas, guias de deslize e fusos roscados.

Em comparação com os lubrificantes clássicos, as lacas lubrificantes caracterizam-se por

  • Lubrificação a seco sem óleo e massa
  • Lubrificação limpa sem aderência de sujidade
  • Possível obter coeficientes de fricção muito baixos
  • Elevada resistência à temperatura
  • Sem perdas por evaporação
  • Possibilidade de utilização sob vácuo
  • Estabilidade físico-química
  • Eficácia mesmo com baixas velocidades de deslize
  • Lubrificação de longa duração e vitalícia
  • Elevada rentabilidade

Classificação de lubrificantes sólidos

Os lubrificantes sólidos são utilizados como pós finamente divididos e podem ser classificados de acordo com a estrutura e substâncias química e fisicamente ativas. Os mais comuns são listados aqui.

 

MoS2  Grafite Fosfato tricálcico Pirofosfato de zinco Hidróxido de cálcio Alumínio Sulfeto de zinco Óxido de zinco Fluoreto de cálcio PTFE PE
Efeito estrutural
com estrutura de grade de camada
 ■                  

Efeito químico
com estrutura de grade de camada

 ■                    
Efeito químico
sem estrutura de grade de camada
               
Efeito físico
com estrutura de grade de camada
             
Efeito físico
sem estrutura de grade de camada
                 

Bissulfureto de molibdénio MoS2

As melhores propriedades de lubrificação em pares de metais são obtidas com MoS2 (Bissulfureto de molibdénio). A estrutura de grade de camadas e as propriedades quimicamente eficazes na superfície do metal resultam em menores coeficientes de atrito, alta capacidade de absorção de pressão e excelente proteção contra desgaste. Mesmo películas finas resultam numa camada extremamente resistente à carga, na qual as lâminas MoS2 deslizam umas em relação às outras como uma pilha de cartas de baralho.

  • Contacto

    OKS Spezialschmierstoffe GmbH

    Ganghoferstr. 47
    82216 Maisach
    Germany

    • +49 (0) 8142 3051 - 500
    • +49 (0) 8142 3051 - 599
  • Combinar chamada de resposta

  • Catálogo geral

    Catálogo geral

    Gama de produtos completa OKS
    Noções básicas de tipos de lubrificantes e tribologia.

    Download