Pesquisar
Imprimir
Procura de revendedor
load google maps

Notícias OKS E CAPOL NA
ANUGA FOODTEC 2022

05.04.2022

Anuga FoodTec ‒ a OKS e a Capol concentram competências em sustentabilidade

  • Os especialistas do Grupo Freudenberg ajudam empresas da indústria alimentar a reduzir a pegada de carbono 

  • Apresentação de uma vasta gama de soluções de produto otimizadas em termos de sustentabilidade 

  • Apoio dos fabricantes na conversão para cadeias de processos inteiramente sustentáveis e conformes às normas

26.04.2022 – 29.04.2022
Colónia, Feira de Colónia, Pavilhão 7, Stand D078

Colónia, 25 de abril de 2022 – Duas empresas do Grupo Freudenberg, ambas fornecedoras de produtores alimentares especializados na transformação e processamento de alimentos, apresentam na Anuga FoodTec soluções para tornar toda a cadeia de processos na indústria alimentar inteiramente sustentável e conforme às normas. 

Tanto a OKS, importante fornecedor de lubrificantes especiais, como a Capol, grande produtor de agentes de revestimento, selantes e agentes separadores, já dispõem de uma vasta gama de produtos otimizados em termos de sustentabilidade que se contam entre as principais soluções dos respetivos segmentos de mercado. As duas empresas fazem parte do Grupo Freudenberg, que ambiciona minimizar tanto a sua própria pegada ambiental, como a dos seus utilizadores e clientes. Na Anuga FoodTec deste ano, a Capol e a OKS apresentam-se pela primeira vez em conjunto como equipa de competências com as suas gamas de produtos para os fabricantes de alimentos.

A produção de alimentos enfrenta grandes desafios

Os fabricantes vêem-se atualmente confrontados com a subida dramática dos preços das matérias-primas, energia e logística. A médio e longo prazo, os desafios mantêm-se inalterados no que respeita às disposições regulamentares e à sustentabilidade. Os requisitos colocados à segurança de produto e alimentar aumentam continuamente, requerendo o cumprimento de normas e a obtenção de certificações (p. ex., NSF H1, normas HACCP ou REACH). Atualmente, discutem-se as prescrições destinadas a reduzir ou evitar as substâncias MOSH/MOAH (resíduos de óleo mineral no produto). Enquanto não houver um enquadramento legal, os fabricantes movem-se numa zona cinzenta. E, dentro das cadeias de fornecimento, aumenta claramente a importância da demonstração de um aprovisionamento eticamente irrepreensível e de um relatório ESG (Environmental, Social and Governance).

Lubrificantes, agentes separadores e coatings impulsores de eficiência

Por isso, na produção alimentar, todo o processo de criação de valor está em foco. Como impulsores de eficiência na diminuição de emissões, os lubrificantes, agentes separadores e coatings assumem uma importância especial, tanto na produção, como na eliminação. Com efeito, cerca de 8% das emissões globais de CO2 derivadas da alimentação e produção de alimentos são atribuíveis aos setores de Food Processing e Food Packaging. 

Os lubrificantes modernos ajudam a aumentar a eficiência e o tempo de vida dos equipamentos, o que representa um importante contributo para a sustentabilidade e a diminuição dos custos operacionais. Segundo a VSI, os danos por fricção e desgaste alcançam, por ano, aprox. 30 mil milhões de euros. Uma lubrificação correta na produção alimentar pode contribuir para a sustentabilidade, tanto através dos intervalos de manutenção mais longos, do menor consumo de lubrificante e de um volume de resíduos mais reduzido, como por meio de economias de energia, graças à menor fricção e, portanto, a uma menor emissão de CO2. Desta maneira, os combustíveis desempenham um papel importante na eficiência dos recursos.
Também é possível conseguir ganhos de eficiência claros através dos agentes separadores e de revestimento que são utilizados habitualmente na transformação de alimentos. Os coatings protegem os alimentos, enquanto os agentes separadores reduzem o desperdício e proporcionam processos mais simples. Em resultado, é possível encurtar processos e reduzir consideravelmente ou, até, evitar resíduos de produção ou danos no produto (Food Waste). 

Exemplos práticos para a redução da pegada na produção de alimentos

  • As temperaturas extremamente baixas na produção de produtos congelados representam um grande desafio para os lubrificantes homologados para este caso. Por isso, nesta aplicação podem ser utilizados apenas lubrificantes de alto desempenho especiais. Para este fim, com o seu óleo para baixa temperatura OKS 3710, a OKS oferece aos produtores alimentares um produto com a certificação NSF H1 mas que, ao mesmo tempo, é isento de MOSH/MOAH, higienicamente seguro e inteiramente sustentável. 
  • Os modernos agentes separadores são sustentáveis e reduzem o desperdício, p. ex., na indústria da panificação (não há perdas de material por este ficar aderido ou feio devido a deformação), proporcionando processos mais eficientes. Assim, graças aos agentes separadores, na fabricação de produtos de padaria podem ser usadas formas de metal, que são claramente mais duráveis que as formas de silicone, sujeitas a um grande desgaste. Também as películas intermédias em produtos frescos como queijo fatiado ou presunto podem ser substituídas por agentes separadores, dessa maneira reduzindo a embalagem e os microplásticos. Os próprios agentes separadores são fabricados na Capol à base de matérias-primas renováveis com qualidade bio certificada e também como produtos veganos.
  • Os coatings, sustentáveis e comestíveis, ajudam a reduzir o Food Waste. Em produtos frescos como, por exemplo, a fruta, aumentam o tempo de conservação e reduzem o desperdício, porque diminuem a formação de bactérias e protegem os produtos durante o transporte. 

Equipa de competências fundada para a indústria alimentar

A Capol e a OKS intensificaram a sua colaboração para as empresas da indústria alimentar por ocasião da Anuga FoodTech. Paralelamente à presença conjunta no certame, foi fundada uma equipa de competências que aconselha os fabricantes, de modo que possam configurar os seus processos produtivos de forma mais sustentável e, simultaneamente mais eficiente baseados em produtos complementares da Capol e da OKS.
Futuramente, as duas empresas querem estender os seus conhecimentos existentes e a sua competência a campos de aplicação adjacentes e outros novos no processamento e embalagem de produtos alimentares. Assim, a Capol aproveitará a sua competência em agentes separadores e coatings para desenvolver novas soluções no domínio da embalagem que ajudarão a resolver, entre outras, aplicações pendentes dentro da problemática MOSH/MOAH.

Voltar à vista geral
  • Serviço técnico e de apoio ao cliente

    Serviço técnico e de apoio ao cliente

    • +49 8142 3051-637
  • Combinar chamada de resposta

    Para mais informações sobre o tratamento dos seus dados pessoais fornecidos através do formulário de contacto, consulte a nossa Declaração de privacidade.